quarta-feira, 8 de setembro de 2010

BISPO CATÓLICO PRESO POR EVASÃO DE DIVISAS


O ecônomo da Arquidiocese do Rio de Janeiro, monsenhor Abílio Ferreira da Nova, foi detido para investigação, na tarde desta terça-feira, quando tentava embarcar para Portugal com 52 mil euros (cerca de R$ 150 mil) não declarados. Nova foi detido por agentes da Polícia Federal no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no início da noite, e levado para as dependência da PF no Galeão, onde aguardava pela chegada dos advogados da Igreja Católica. O monsenhour foi empossado no cargo após a demissão do padre Edvino Steckel, envolvido em operações financeira clandestinas. Dom Abílio assumiu, há pouco mais de um ano, com a promessa de fazer um levantamento sobre denúncias de supostos gastos indevidos por seu antecessor.

Desde que assumiu, o monsenhor Abílio não falou mais publicamente sobre o assunto. Ele foi empossado pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, sucessor de Dom Eusébio Scheid. O rombo anterior, promovido pelo padre Steckel, chegou a R$ 3 milhões dos R$ 5,1 milhões repassados pela prefeitura à Arquidiocese como pagamento de uma ação judicial.

Procurada pela reportagem do Correio do Brasil, a assessoria de Comunicação Social da Arquidiocese do Rio de Janeiro não retornou as ligações.

Matéria atualizada às 23h09

Nenhum comentário:

Postar um comentário