terça-feira, 28 de dezembro de 2010

BISPO RECUSA COMENDA DO SENADO

Bispo recusa comenda do Senado: Estes aqui são representates do povo?

Bispo de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz recusa comenda no Senado e diz que os homens que aprovam o vexatório aumento para si, enquanto categorias básicas do país vivem em dificuldades não têm a estatura de representantes do povo.


O bispo Dom Manuel da Cruz foi à cerimônia de entrega de sua comenda. Abriu a folha de discurso e na sua dificuldade normal (86 anos) e humildade declara (resumo):


- Parlamento é coisa para ser respeitada. É a representação do povo, da vida democrática.


- Estamos vendo sindicatos e, greve e tendo suas reivindicações salariais negadas. Empregados de transportes, educação, saúde. Todos fundamentais ao povo e tendo suas reivindicações negadas após muita luta.


- Contudo, este congresso aprova para si aumento absurdo, na maior facilidade.


- Podem ser chamados de parlamentares? Representantes do povo?


- Quem vota em político corrupto está votando na morte.


- O aumento dos parlamentares devia seguir o aumento do salario mínimo e da aposentadoria.

- Em virtude destas questões a comenda que lhe é oferecida não está à altura do homem que dá o seu nome (Don Helder Câmara) e, portanto, não posso recebê-la.

Parabéns ao bispo! Fiquei orgulhoso por ver um cristão com estatura e coragem para admoestar um congresso safado destes.

Muito bom seria se os líderes evangélicos brasileiros, ao invés de perderem tempo se dando títulos pomposos, começassem a recusar honrarias, não apenas para exercitarem humildade se fazendo menores diante do autor de todas as coisas, mas para a relevância de servir ao próximo e ser aprovado em todas as coisas. Oro por isto!


video

O MILAGRE NA PISCINA


Era uma vez um homem que todos os dias ia ao clube nadar em uma piscina coberta e aquecida na cidade de Helsinque, na Finlândia. O interessante é que ele repetia uma rotina curiosa: corria até à beira da piscina, molhava o dedão na água e depois subia no trampolim mais alto; abria os braços formando uma cruz, falava alguma coisa e dava um lindo mergulho.

Então, atravessava a piscina inúmeras vezes, nadando com facilidade. Era um excelente nadador.

Um sócio do clube, intrigado com aquilo, um dia tomou coragem e perguntou a razão daquele hábito. O homem sorriu e respondeu: “Sim, eu tenho um motivo para fazer isso. Há alguns anos, eu era professor de natação de um grupo de rapazes. Meu trabalho era ensiná-los a nadar e a saltar do trampolim. Certa noite, não conseguia dormir e fui à piscina nadar. Sendo o professor de natação do clube, eu tinha a chave para entrar no ginásio que abriga a piscina. Não acendi a luz porque conhecia bem o lugar. A luz da lua brilhava através do teto de vidro. Quando estava sobre o trampolim vi minha sombra na parede em frente. Com os braços abertos, minha silhueta formava uma magnífica cruz. Em vez de saltar, fiquei contemplando aquela imagem. Nesse momento, pensei na cruz de Cristo. Eu não era cristão, mas quando era criança aprendi um cântico cujas palavras me vieram à mente e me fizeram recordar que Jesus morreu em uma cruz para me salvar. Não sei quanto tempo fiquei parado sobre o trampolim com os braços estendidos pensando nisso. Ali mesmo, fiz uma oração e pedi a Deus que salvasse minha alma. Neste instante, um funcionário que notou a porta aberta entrou e acendeu a luz. Pude perceber que a piscina estava vazia. Alguém a tinha esvaziado e eu não sabia. Naquela noite, a imagem da cruz na parede salvou a minha vida.

Se tivesse saltado, seria meu último salto. Fiquei tão agradecido a Deus que me ajoelhei na beira da piscina, confessei meus pecados e entreguei minha vida a Ele. Talvez agora você entenda também porque molho o dedão antes de saltar na água e as palavras que digo antes de saltar: é a minha oração de gratidão a Deus.”

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Garoto corta pescoço em linha de cerol em Sobradinho II

Na tarde desta quinta-feira (23), um garoto de 5 anos teve o pescoço cortado por uma linha de cerol. O acidente aconteceu em um campo de futebol, em Sobradinho II, próximo ao cemitério.

Wagner Queirod Fois, de 40 anos, foi o responsável por estender de um lado a outro do campo, 120m de linha. De acordo com a 35° Delegacia de Polícia, ele vai responder pelos crimes de lesão corporal grave e omissão de socorro, já que fugiu do local no momento do incidente.
O garoto foi encaminhado ao Hospital de Sobradinho, passou por uma pequena cirurgia, onde levou cerca de quatro pontos. Em seguida teve alta e passa bem. Wagner pode pegar de 1 a 5 anos de prisão por lesão corporal, fora a pena por omissão.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

Homem é morto a facadas em Sobradinho II

O funcionário de uma loja de materiais de construção Genilson Rodrigues dos Santos, 33 anos, foi encontrado morto por volta das 11h30 deste domingo (27), em Sobradinho II. A vítima recebeu três facadas no pescoço e apresentava ferimentos nos cotovelos. Ele estava dentro do barraco onde morava, às margens da DF-150, km l. Peritos do Instituto de Criminalísticas estiveram no local do crime e comprovaram a morte. Há indícios de que a vítima tenha lutado contra o assassino.



A polícia investiga a possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte), mas não descarta a hipótese de vingança. A porta do imóvel onde a vítima morava estava arrombada. Agentes da Seção de Investigação de Crimes Violentos da 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho II) afirmaram já ter um suspeito. O nome, no entanto, é mantido em sigilo para não prejudicar as investigações.





Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br

Agnelo deverá exonerar, logo após a posse, parte dos 18,5 mil comissionados

Primeiro de janeiro, governo novo e equipe renovada. Esse é o espírito de um decreto sob elaboração pelo grupo de transição que deverá ser assinado por Agnelo Queiroz (PT) num dos primeiros atos como governador do Distrito Federal. A ideia é exonerar 95% dos 18,5 mil servidores comissionados de uma tacada só. As exceções ficarão por conta de quem tem função vital, de chefia ou atendimento direto ao público, que não possa ficar acéfala por alguns dias. Caso, por exemplo, de cargos em hospitais. Procurada pelo Correio, a assessoria do governador eleito não confirmou a informação. Mas, com as demissões em bloco, Agnelo ficará livre para escolher quem permanece a serviço do novo governo. Será uma espécie de pente-fino para tirar da máquina funcionários fantasmas, improdutivos ou muito ligados às gestões anteriores, de Joaquim Roriz (PSC), José Roberto Arruda (sem partido) e Rogério Rosso (PMDB).


Fachada do Palácio do Buriti: dos comissionados, só serão mantidos aqueles que exercem funções estratégicas
As mudanças são tratadas na equipe de Agnelo como uma rotina. Seguem exemplo de medida adotada por Arruda em 1º de janeiro de 2007. Um decreto do então governador afastou todos os servidores em vínculo com o GDF. Aos poucos, Arruda foi reintegrando funcionários selecionados dentro de critérios da nova gestão, tornando nesses casos sem efeito o decreto de exoneração. Assim que tomou posse em 1999, depois de derrotar Cristovam Buarque, que concorreu à reeleição pelo PT, Roriz também fez uma varredura. Por meio de decreto, demitiu todo mundo. Deixou de fora todos os servidores identificados com a administração anterior e chamou para essas funções apadrinhados sintonizados com o rorizismo.

Muitos comissionados estão no poder apenas por ser amigo ou cabo eleitoral de um deputado distrital ou federal. Essa situação ficou bem demonstrada numa planilha apreendida pela Polícia Federal (PF) durante o cumprimento de mandado de busca na casa e no gabinete do então chefe da Casa Civil à época José Geraldo Maciel, na Operação Caixa de Pandora, em novembro de 2009. Mais de 3 mil cargos foram distribuídos na base aliada, conforme registrava uma tabela em poder de Maciel, o articulador político de Arruda.

As planilhas indicam, por exemplo, que a Secretaria de Saúde foi totalmente loteada entre indicações dos deputados Dr. Charles (PTB) e Paulo Roriz (DEM) e do deputado federal Augusto Carvalho (PPS). A Secretaria de Justiça e Cidadania estava sob o controle dos deputados Raimundo Ribeiro (PSDB), Benício Tavares (PMDB), Cristiano Araújo (PTB), o senador Gim Argello (PTB) e o deputado Alírio Neto (PPS), que volta a ser secretário. No governo Arruda, os deputados com maior cota eram Eliana Pedrosa (DEM) e Rôney Nemer (PMDB). Na gestão de Roriz, a prática era a mesma. Com um agravante: como havia um embate eleitoral duro entre azuis e vermelhos, petistas eram perseguidos e escanteados na estrutura do governo. A principal fonte de distribuição de cargos ocorre nas administrações regionais.

Rearranjo
Relatórios elaborados pela equipe de transição de Agnelo sugeriram medidas emergenciais para os primeiros 100 dias da nova gestão. Uma delas será o rearranjo da máquina administrativa. O diagnóstico feito pelo Núcleo da Gestão Pública e Administrativa aponta a necessidade de enxugar os quadros drasticamente. Um dos problemas verificados é o número muito maior de comissionados do que servidores de carreira em alguns órgãos públicos. Hoje, na Administração do Paranoá, por exemplo, há oito funcionários efetivos e 105 de confiança. Na Administração de Sobradinho, a situação é parecida: há apenas quatro efetivos em um universo de mais de 100 comissionados. Na Administração do Varjão, um único servidor concursado.

Uma minuta de decreto foi elaborada por técnicos do núcleo para definir um novo modelo de funcionamento e da estrutura do próximo governo. Segundo fonte da equipe técnica, a “limpeza cuidadosa” nos cargos comissionados não prejudicará a prestação dos serviços públicos, mas dará um toque mais “profissional” para o funcionamento dos órgãos. O aumento da quantidade de secretarias prevista por Agnelo faz parte das mudanças sugeridas pela equipe da nova gestão. Atualmente, existem 20. Serão criadas outras 10.

Estrutura
O Governo do Distrito Federal (GDF) possui 30 administrações regionais. A Lei nº 4545, de 10 de dezembro de 1964, institucionalizou a figura administrativa. A última a ser criada foi a de Vicente Pires, em 2009. A região deixou de ser um bairro de Taguatinga e ganhou autonomia política durante a gestão de José Roberto Arruda. Cada administração recebe recurso próprio do governo e pode gastá-lo de acordo com suas necessidades.


Crise entre peemedebistas
Depois de oito meses de mandato, o governador Rogério Rosso (PMDB) vai transmitir o cargo em 1º de janeiro ao novo chefe do Executivo, Agnelo Queiroz (PT), em meio a uma crise com o futuro vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB). Os dois peemedebistas não se falam há meses, desde que Rosso disputou — e perdeu — a convenção regional do partido que definiu o caminho de Filippelli nas eleições. Rosso queria disputar a reeleição, mas sua pretensão foi derrotada pelos convencionais, em larga maioria imposta por Filippelli, que desejava a aliança com o PT. Na última quinta-feira, o atual governador foi suspenso pelo partido.

Desde a convenção, Rosso e Filippelli se encontraram apenas duas vezes. Nas duas situações, por acaso, numa festa e num jantar na casa do deputado Eunício de Oliveira (PMDB-CE), senador eleito. Rosso foi suspenso porque descumpriu acordo com o partido de que não tentaria concorrer à reeleição e também por ter declarado apoio público à candidata Weslian Roriz (PSC), adversária de Agnelo e Filippelli nas últimas eleições. Ele declarou, na ocasião, que tem uma relação afetiva com dona Weslian. A mulher do ex-governador Joaquim Roriz trabalhou na campanha de Rosso em 2006, que concorreu a uma vaga de deputado federal — ele não foi eleito. O atual governador é o primeiro suplente da coligação que elegeu Tadeu Filippelli, Jofran Frejat (PR) e Laerte Bessa (PSC).

Ao assumir o cargo de vice-governador, Filippelli vai renunciar um mês de mandato de deputado federal, que termina em 1º de fevereiro. Em tese, Rosso deveria de assumir a vaga, mas a suspensão do PMDB pode impedi-lo de exercer por 30 dias o mandato de deputado federal. A questão é controversa e depende de uma decisão da secretaria-geral da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, que por sua vez vai ouvir a Justiça Eleitoral sobre a possibilidade de dar posse ao suplente. Rosso e Filippelli começaram a se desentender duas semanas depois da eleição direta do governador em abril, para o mandato-tampão. (AMC)

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

42 CONDOMINIOS DE SOBRADINHO REGULARIZADOS


O governador do Distrito Federal, Rogério Rosso, assinou na manhã desta sexta-feira (10) dois decretos em solenidade no auditório da Terracap. O primeiro deles regulariza mais 42 condomínios na região de Sobradinho (RA V) e o outro aprova a alteração do referencial geodésico do projeto do sistema cartográfico do DF.
“Assumimos o governo num esforço concentrado de legalizar as áreas passíveis regularização, para o bem da cidade, e a cada decreto que assino, neste sentido, fico feliz em ver que enfrentamos esse problema de frente”, avaliou Rosso.
Desde que a atual gestão assumiu o Governo do Distrito Federal (GDF), a população conquistou a regularização de 62 áreas de habitação urbana, beneficiando aproximadamente 65 mil pessoas. Os dados foram divulgados, na mesma solenidade, pela vice-governadora Ivelise Longhi. “Regularizar a situação dessas pessoas é regularizar a cidade como um todo. É buscar a garantia de um futuro melhor para nossas gerações”, avaliou Ivelise.
O decreto assinado pelo governador Rosso contempla a regularização de 41 condomínios e revalida decreto anterior que tratava da autorização do registro de posse do condomínio Alto da Boa Vista. A partir de agora, todos os moradores da região têm 180 dias para registrar no cartório a posse dos seus respectivos lotes.
No documento assinado, o GDF reconheceu a situação legal de mais de 7 mil lotes em condomínios localizados em terras particulares. Foram beneficiados pouco mais de 28 mil pessoas com a medida.
Mapeamento digital ajudará a conter invasões
O decreto que altera o referencial geodésico do projeto do sistema cartográfico do DF, também assinado pelo governador Rogério Rosso, é o primeiro passo para fortalecer o trabalho de combate a invasões de terra. Isto porque, na prática, o documento obriga que as políticas públicas sejam embasadas no novo mapeamento territorial da região feito pela Terracap, já que o anterior estava defasado em mais de 18 anos. “Com esses estudos poderemos, inclusive, trabalhar melhor na fiscalização das áreas ocupadas”, avaliou Rosso.
O projeto de remapeamento do território do DF foi realizado pela Terracap e consiste num estudo detalhado e digitalizado de todo o mapa cartográfico do DF. “Foram utilizados os recursos mais modernos para que possamos ter um desenho claro da situação real do território”, explicou o governador.
Segundo Rosso, o novo sistema cartográfico se assemelha ao popular “Google Earth”, via internet. “Parece, mas, na concepção, o nosso é bem mais detalhado e científico”, explicou. De acordo com o decreto, as escalas utilizadas no novo mapa constituirão em referência oficial obrigatória para todos os trabalhos, estudos, projetos e anteprojetos de topografia, cartografia, urbanismo, demarcação, implantação e acompanhamento de obras de engenharia em geral, bem como para o controle de uso do solo no Distrito Federal.
Por enquanto, o acesso aos dados fornecidos pelo novo sistema cartográfico servirá principalmente para abastecer com informações órgãos estratégicos, como o caso das polícias, Corpo de Bombeiros. “Inicialmente, usaremos os recursos oferecidos para traçar rotas e também para monitorar e controlar o uso da terra. Esta será, sem sombra de dúvidas, a mais importante ferramenta que governo tem para gerir seus territórios”, afirmou Rosso.
De acordo com o governador, a idéia é dar acesso as informações a todos os brasilienses por meio da internet. “Futuramente queremos dar publicidade a esses dados para a comunidade científica, estudantes e população em geral”, afirmou.
Lista dos condomínios regularizados nesta sexta-feira (10), na região de Sobradinho

1. MORADA

2. BOA SORTE

3. CARAVELO

4. CASA ROSADA

5. CHÁCARA PARAÍSO

6. CHÁCARA SÃO JOSÉ

7. FRATERNIDADE

8. HALLEY

9. MANSÕES SOBRADINHO II

10. PETRÓPOLIS

11. RESIDENCIAL BEM ESTAR

12. RESIDENCIAL IPÊS

13. RESIDENCIAL JARDIM VITÓRIA

14. RESIDENCIAL NOVO HORIZONTE

15. RESIDENCIAL PLANALTO

16. RESIDENCIAL SERRA DOURADA

17. RESIDENCIAL SOBRADINHO

18. RESIDENCIAL SOL NASCENTE

19. RESIDENCIAL VIVENDAS RURAL ALVORADA

20. SERRA DOURADA I

21. SOBRADINHO III

22. VERSALES

23. VILA CENTRO SUL

24. VILA RICA

25. VILA ROSADA

26. VILA VERDE

27. VIVENDAS BEIJA-FLOR

28. VIVENDAS CAMPESTRE

29. VIVENDAS DA ALVORADA

30. VIVENDAS DA SERRA

31. VIVENDAS PARAÍSO

32. IMPÉRIO DOS NOBRES

33. MORADA DOS NOBRES

34. NOSSO LAR

35. PÔR DO SOL

36. SÍTIO DOS ANJOS

37. COLORADO VILLE

38. JARDIM EUROPA

39. JARDIM EUROPA II

40. MANSÕES COLORADO

41. VIVENDAS COLORADO

42 . ALTO DA BOA VISTA (revalidado decreto anterior)

Renata Moura - Agência Brasília

Falsa endemoniada é desmascarada por pastor no programa do Ratinho! - Notícias Gospel Prime


Falsa endemoniada é desmascarada por pastor no programa do Ratinho!
Uma mulher da platéia surpreendeu o apresentador Carlos Massa ao manifestar um suposto demônio em seu programa. O “imprevisto” aconteceu ao vivo no Programa do Ratinho do dia Durante uma reportagem sobre possessão maligna uma mulher da platéia começou a debater-se como se estivesse endemoniada. Um pastor que participava do debate tentou expulsar impondo a mão na cabeça da mulher e orando. Vendo que ela não melhorava o pastor revelou a todos “Isso não é demônio, quando é demônio obedece”.

Após o intervalo comercial o apresentador se justificou revelando que a produção havia armado a cena. Segundo Ratinho nem ele e nem o pastor sabiam da armação. A produção do programa revelou que a situação foi criada para testar veracidade do pastor.




video

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

CARTADA HOMOSEXUALISTA DE LULA


Como Lula e os ativistas gays passaram a perna nos opositores do PLC 122.

(Por Julio Severo) – Estratégia do PLC 122 não passou no dia 9 deste mês, porque os ativistas gays foram pegos com a “boca na botija”. Mas nenhum deles está chorando ou reclamando. Por que? No mesmo dia 9, sem que ninguém percebesse, Lula criou o Conselho Nacional de Combate à Discriminação exclusivamente para avançar a agenda gay.

O Congresso Nacional está recebendo muitos e-mails sobre a votação do PLC 122/2006 nesta semana. Devido às denúncias das manobras, o projeto anti-“homofobia” não foi avançado no dia 8 ou 9 deste mês na Comissão de Direitos Humanos e Participação Legislativa do Senado.

No entanto, em 9 de dezembro de 2010 o presidente Lula criou, por meio de decreto presidencial, o Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Veja aqui: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7388.htm

Em 2008, dentro do projeto de lei que criava o Ministério da Pesca, uma emenda totalmente estranha foi inserida para criar um Conselho Nacional da Comunidade LGBT, mas a Câmara dos Deputados rejeitou a emenda. Veja a cobertura completa aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2009/03/o-peixe-e-isca-projeto-de-lei-sobre.html

Contudo, os ativistas gays novamente conseguiram uma volta por cima, pois Lula criou o mesmo conselho, mas com outro nome. Embora tenha como título genérico Conselho Nacional de Combate à Discriminação, o novo órgão federal, com burocratas engordados com nossos impostos, terá como missão prioritária combater “discriminações” contra quem está envolvido em atos homossexuais. Por exemplo, um pai ou mãe reclamou da aula pró-homossexualismo que seu filho recebeu na escola? É crime de “homofobia”!

Para Lula e os ativistas gays, não importa que a população não queira o PLC 122. Terão de engolir a força a ideologia gay, nem que para isso todos tenham de ser aterrorizados com as ações de um Conselho Nacional de Combate à Discriminação.

Fonte: O Verbo / www.juliosevero.com

O peixe é a isca: projeto de lei sobre pesca vira “peixe-de-tróia” da agenda gay

PLC 122: “O preço da liberdade é a eterna vigilância”