sexta-feira, 27 de agosto de 2010

CUIDADO


Período de estiagem já dura 92 dias e brasilienses sofrem com a seca



Sem chuva há 92 dias, os brasilienses sofrem com a baixa umidade no DF. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o tempo na capital deve permanecer assim. "Ainda não temos previsão de quando vai chover, mas, geralmente, o período de estiagem termina na segunda quinzena de setembro", explica a meteorologista Márcia Seabra.

Para o fim de semana, a previsão é de que a umidade fique entre 20% e 60%. O menor índice da semana foi registrado na terça-feira (24/8), com 18%. "Abaixo de 30% nós fazemos uma notificação de alerta às autoridades públicas, de acordo com a Organização Mundial de Meteorologia", esclarece Márcia. No entanto, segundo ela, o percentual é normal, em relação aos outros anos. "Todo ano temos baixa umidade neste período, já chegamos a 10%".

Os termômetros devem registrar máxima de 26ºC e mínima de 14ºC no fim de semana. Para esta sexta-feira (27/8), a temperatura e umidade não diferem de sábado (28/8) e domingo (29/8).

Incêndios
Devido à estiagem, os focos de incêndio aumentaram no DF. Apenas nesta sexta-feira, duas queimadas atingem grandes proporções pela manhã. Ambos são florestais, um próximo a Planaltina e outro à Estrutural, segundo a Central de Atendimento de Despacho (Ciade) do Corpo de Bombeiros.

Na Estrutural, o foco foi identificado por volta de 6h40 de hoje. Ainda de acordo com a corporação, o fogo atinge uma reserva de eucalíptos. O fogo em Planaltina, próximo ao balão da BR-251, começou por volta de 15h de quinta (26/8). Segundo os bombeiros, o incêndio já danificou cerca de 760 hectares.

correioweb

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

BIOGRAFIA DILMA

video

biografia da senhora DILMA



PARA REFRESCAR A MEMÓRIA DA CANDIDATA DILMA ROUSSEFF

Por Reinaldo Azevedo
A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, já andou se estranhando um tanto com a verdade. Seu currículo posto até outro dia no site da Casa Civil e na Plataforma Lattes não me deixa mentir. Em marco de 2009, por exemplo, Dilma asseverou à Folha: “Nunca fiz nem treinamento no exterior nem ação armada”. Agora, quase um ano depois, ela admite que fez treinamento militar Uruguai. Confrontada com a mentira, saiu-se com uma resposta esquisita. Informa o jornal:


“[Dilma] alega que, à época, não queria falar sobre atos envolvendo outros países.
Resolveu fazer a revelação depois da eleição de José Mujica, ex-guerrilheiro da organização Tupamaros, que lutou contra a ditadura militar uruguaia: ‘O presidente Mujica está ali e sabe como foram os anos 70’, diz Dilma”.
Se você não entendeu nada do que ela falou, a culpa não é sua, leitor. Que mal poderia fazer a Mujica a informação de que Dilma treinou guerrilha no Uruguai?
Por acaso os uruguaios não sabiam que estavam elegendo um “ex-guerrilheiro”. A desculpa não faz o menor sentido. Melhor seria dizer que Dilma descobriu que essa mentira tinha pernas curtas.
Na entrevista concedida à revista Época, uma resposta de Dilma me deixou particularmente encantado. Reproduzo:
O ex-ministro José Dirceu, no dia de sua posse na Casa Civil, chamou-a de “camarada de armas”. A senhora gostou?
Ele estava fazendo para mim um cumprimento porque, para ele, era muito importante. Havia várias características nas diferentes organizações de esquerda. A minha fazia certas críticas às ações armadas, principalmente assaltos a banco.
Tínhamos uma crítica a isso, e isso está registrado. Não fui condenada por ação armada, porque não a pratiquei.
A disputa eleitoral costuma deixar os políticos com a memória fraca. Mas a gente está aqui, alguns de nós ao menos, para lembrar o que eles esquecem.
Dilma, pelo visto, participou de três organizações terroristas — Colina, VAR-Palmares e VPR — para cuidar de assuntos lítero-musicais. Ou para escrever o diário “A Moça e Seus Problemas”. O grupo tinha “críticas” aos assaltos a banco? Os banqueiros até podem achar bacana… Já em matéria de seqüestro, assassinato, execuções sumárias, bem, aí não havia crítica nenhuma. Acho chato ter de lembrar isso, mas lembro. Seguem as pessoas que as organizações a que Dilma pertenceu mataram. A lista completa com todas as pessoas assassinadas pelas esquerdas foi publicada no dia 12 de janeiro.
Veja esse texto completo com fonte e a lista de PESSOAS ASSASSINADAS PELA VPR OU COM SUA PARTICIPAÇÃO, em:
A carta que Lula desprezou
http://reporterdecristo.com/a-carta-que-lula-desprezou/

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Sobradinho é alvo de ação para retirada de propaganda eleitoral irregular

A Secretaria de Estado da Ordem Pública e Social (Seops) iniciou nesta segunda-feira (16/8) a Operação de Combate a Poluição Visual de Propaganda Eleitoral. Só em Sobradinho, primeira cidade do Distrito Federal alvo da ação, 107 placas de propaganda eleitoral irregular foram retiradas das ruas.

Realizada em conjunto com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), a ação começou às 9h e terminou às 16h. Participaram oito agentes, três oficiais de justiça, dois policiais militares e um fiscal do TRE. Eles percorreram a DF-150 desde o Balão do Torto até Fercal e também fiscalizaram a região dos condomínios, em Sobradinho I e II.

O TRE-DF vetou a realização de propaganda eleitoral, de qualquer natureza, em muros, cercas e tapumes divisórios (divisórias de madeirite, de concreto, que são instaladas em obras), públicos ou particulares desde quarta-feira (11/8). A multa para o candidato que desrespeitar a decisão varia entre R$ 2 mil e R$ 8 mil.

Segundo a assessoria da Seops, a Coordenação de Propaganda e Fiscalização Eleitoral do TRE-DF solicitou a ajuda do órgão devido a enorme quantidade de propaganda irregulares nas ruas do DF. A operação continuará durante todo o período eleitoral.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Quebra molas de Sobradinho I e II recebem sinalização

Depois da reportagem do DFTV, um quebra-molas irregular na Avenida do Contorno, entre Sobradinho I e II, começou a ser pintado e sinalizado.

Ontem (10), o DFTV mostrou o perigo dos quebra-molas na Avenida do Contorno, que liga Sobradinho I a Sobradinho II. Recém-construído e da cor da via, os motoristas não conseguiam enxergá-lo. O administrador Bruno Daniel se machucou ao cair de moto por causa da falta de sinalização. “O quebra-molas não está sinalizado. Eu estava vindo na velocidade da pista. Inclusive, outro motociclista estava vindo atrás de mim. Nenhum de nós viu o quebra-molas porque a iluminação é falha”, reclama Bruno. Os moradores contaram que os dois quebra-molas foram construídos no fim de semana, mas ninguém disse quem foi o responsável pela colocação. O Detran começou a resolver o problema. Agora os obstáculos começam a ganhar listras amarelas. “Finalmente melhorou. Era necessário mesmo, a gente tem presenciado algumas ocorrências em decorrência do formato do quebra-molas e da falta de sinalização”, afirma o servidor público Timóteo Freitas. No entanto, enquanto a sinalização está sendo colocada, é preciso ter atenção redobrada. Agora, por causa da pintura, os motoristas precisam andar um trecho na contramão; enquanto isso, veículos da outra faixa esperam.


Rafael Monaco / João Carlos
FONTE: DFTV
video

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

NOTÍCIAS

Menino baleado por policial está fora de perigo
O estado de saúde do menino de 11 anos baleado por um policial militar em Sobradinho no último domingo é considerado melhor nesta terça-feira (10/9).O menor continua internado na UTI do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), mas, de acordo com os médicos, está fora de perigo. A cirurgia para extrair a bala alojada na coluna estava marcada para ontem mas ainda não ocorreu. Na tarde desta terça-feira (10/9), o menino foi ouvido por policiais da 35ª Delegacia, responsável pela investigação do caso. Relembre o caso“‘Parados! Aqui é a polícia’. Com medo, meu sobrinho e os colegas correram. Foi quando o policial sacou a arma e atirou nas costas dele. É o que me contaram.” O relato é de uma mulher de 40 anos, moradora da Fercal, em Sobradinho. O fato ocorreu na noite de domingo. Passava das 22h e Ricardo*, 11 anos, ainda estava na rua. Ele conversava com três amigos perto de um posto de iluminação, na Quadra 12, em um setor chamado Boca do Lobo. Fazia frio, por isso o grupo estava unido em volta de uma fogueira. De repente, eles foram surpreendidos por uma patrulha da Polícia Militar. Um dos policiais, já fora do carro, ordenou que eles permanecessem parados. Assustados, Ricardo e os colegas correram.Eles só pararam de correr quando escutaram o estampido de um tiro. Olharam para trás e viram Ricardo caído. O menor foi atingido nas costas por um projétil de pistola calibre .40.A versão que o policial apresentou à Polícia Civil e ao comando do batalhão é a de que a arma teria disparado após ele ter escorregado devido ao terreno acidentado da localidade, que ainda é íngreme. Mas a explicação do militar não coincide com a de uma testemunha, que afirma ter visto apenas “um PM abaixado”.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

ELEIÇÕES 2010


Eleições2010 - 26/07/2010
Roriz lidera disputa com 40%
34% rejeitam RorizA primeira pesquisa eleitoral realizada pelo Datafolha após a oficialização das candidaturas em 2010 revela que o ex-governador Roriz (PMDB) lidera a corrida eleitoral, com 40% das intenções de voto. Roriz é seguido pelo ex-ministro Agnelo Queiroz (PT), com 27%, Toninho do PSOL, tem 3%, Rodrigo Dantas (PSTU) e Eduardo Brandão (PV), aparecem com 1% cada. Ricardo Machado (PCO) foi citado, porém não alcançou 1% das intenções de voto, e Newton Lins (PSL) não foi citado por nenhum dos entrevistados.
Votam em branco ou anulam o voto 11%, e os que declaram não saber em quem votar somam 18%.O levantamento ouviu 706 eleitores do Distrito Federal entre os dias 20 e 23 de julho de 2010.

A margem de erro desta pesquisa é de 4,0 pontos percentuais para mais ou para menos.Votam principalmente em Roriz os menos escolarizados (53%), os simpatizantes do PSDB (76%), e os eleitores de José Serra (63%).

Já em Agnelo, votam os mais escolarizados (40%), os que ganham mais de 10 salários-mínimos (46%), e os eleitores de Dilma Rousseff (45%).Sem a apresentação do cartão dos candidatos, na intenção de voto espontânea, a maioria não sabe em quem votar (59%).

Roriz tem 18% das citações espontâneas, enquanto que Agnelo tem 15%. Outros candidatos não chegam a 1% cada e 6% afirmam votar em branco ou anular o voto. Roriz é candidato mais rejeitado pelos eleitores do Distrito Federal dos quais 34% não votariam no ex-governador.

Outros 19% não votariam em Agnelo, 15% não votam em Toninho do PSOL, 7% não votariam em Eduardo Brandão. Newton Lins. Ricardo Machado e Rodrigo Dantas tem rejeição de 6% cada, e 9% dos eleitores não tem rejeição a nenhum candidato, ante 5% que não votariam em nenhum dos candidatos.

A rejeição de Roriz atinge 58% entre os mais escolarizados e entre os mais ricos (60%) principalmente. Entre os eleitores de Agnelo, 81% não votariam em Roriz.Perguntados sobre a influência do apoio do presidente Lula a um candidato a governador, 31% afirmam que não votariam em um candidato apoiado pelo presidente, 28% dizem que votariam com certeza em um candidato apoiado por Lula, e 26% que talvez votassem no candidato do presidente. 11% não sabem se votariam ou não em um candidato do presidente. Para 42% dos eleitores do Distrito Federal, o presidente apóia o ex-ministro Agnelo para o governo distrital, 2% afirmam que Roriz é o candidato apoiado por Lula e outros 55% não sabem quem Lula apóia.
Cristovam Buarque (PDT) tem 42% das intenções de voto para o senado Rollemberg (PSB) e Abadia (PSDB) disputam a segunda vagaA primeira pesquisa eleitoral realizada pelo Datafolha após a oficialização das candidaturas ao senado em 2010 revela que Cristovam Buarque (PDT) lidera a disputa com 42% das intenções de voto. Rollemberg (PSB), com 28% e Abadia (PSDB), com 23% disputam a segunda vaga ao senado. Alberto Fraga (DEM), tem 6% das intenções de voto, Chico Sant’Anna (PSOL) e Pastor Milton Tadashi (PTN) têm 2% cada, e com 1% das intenções de voto cada surgem os candidatos Cadu Valadares (PV), Gerônimo (PSL), Moacir Bueno (PV), e Robson (PSTU). Gilson Dobbin (PCO) e Jorge Antunes (PSOL) foram citados porém não alcançaram 1% das intenções de voto. A maioria porém (72%), ainda não sabe em quem votar para o senado e 19% anulariam o seu voto ou votariam em branco se a eleição fosse hoje.Foram ouvidos 706 eleitores no Distrito Federal, e a margem de erro máxima para esta amostra é de 4,0 pontos percentuais para mais ou para menos.

Cristovam Buarque é preferencialmente escolhido entre os mais escolarizados (60%), entre os eleitores de Agnelo (64%), entre os simpatizantes do PT (54%).

Já Rollemberg tem melhor desempenho entre os mais escolarizados (44%), entre os mais ricos (45%) e entre os simpatizantes do PT (43%).
São Paulo 23 de julho de 2010

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

HUMOR NEGRO

DUPLA DO MOMENTO.

FONTE: JASIEL BOTELHO